Resposta

As possibilidades abaixo podem ser consideradas como possíveis diagnósticos e mostram aspectos histopatológicos semelhantes:

 

   - Líquen plano

 

   - Reação liquenoide de contato ou medicamentosa

 

   - Doença do enxerto contra o hospedeiro

 

X- Todas as alternativas acima

 

 

Comentário:

 

Todas as alterações patológicas relacionadas acima devem ser consideradas no diagnóstico diferencial. Se por um lado, o líquen plano é uma alteração imunomediada, que surge como resposta celular aos antígenos desconhecidos presentes na região próxima a camada basal. De outra parte, a reação liquenoide se caracteriza como uma alteração similar a primeira, embora esteja, possivelmente, relacionada a algum agente medicamentoso ou material restaurador. Notadamente, a doença do enxerto contra o hospedeiro é uma condição encontrada em pacientes transplantados de células troncos hematopoiéticas, cujas células do hospedeiro reagem às do enxerto. Nessas alterações, o infiltrado inflamatório é formado, predominantemente, por macrófagos e linfócitos (especialmente do tipo T), dispostos em banda na faixa subepitelial; de modo que, a degeneração (ou alteração escamosa basal) representa importante achado. Folículos linfoides podem ser identificados na reação liquenoide.
Para se ter um diagnóstico diferencial é fundamental a análise dos dados clínicos da doença. No caso apresentado, o diagnóstico final foi doença do enxerto contra o hospedeiro crônica.  Destaca-se que a biópsia nem sempre é necessária para diagnosticar essa condição, podendo o mesmo ser definido apenas com base nas informações clínicas. Entretanto, como alguns casos de transformação maligna são relatados, o clínico deve estar atento a questão, ciente de que a biópsia pode ser necessária.

 

 

Leitura complementar:

 

1- Imanguli MM, Alevizos I, Brown R, Pavletic SZ, Atkinson JC. Oral graft-versus- host-disease. Oral Diseases 2008;14:396-412.

 

2- Müller S. Oral manifestations of dermatologic disease: A focus on lichenoid lesions. Head and Neck Pathol 2011;5:36-40.

 

3- Thornhill M. The current understanding of the aetiology of oral lichen planus. Oral Diseases 2010;16:507-508.

 

Prof. Ricardo Santiago Gomez
- Professor Titular da Disciplina de Patologia Bucal da Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Minas Gerais.
- Coordenador do Laboratório de Patologia Molecular da Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Minas Gerais.

Orientador no Programa de Pós-Graduação em Medicina Molecular da UFMG

Orientador no  Programa de Pós-Graduação em Odontologia da UFMG

Link para o Currículo Lattes:

https://lattes.cnpq.br/5760422122697584

Trabalhos indexados no PUBMED