05/05/2012 21:09

Jeong W, Paik JH, Cho S, Sung M, Kim KH, Ahn S. Excisional biopsy for management of lateral tongue leukoplakia. J Oral Pathol 2012;41;384-388.

Os autores selecionaram um série de casos de pacientes com leucoplasia da borda lateral da língua com suspeita de malignidade e que se submeteram à biópsia excisional. Os pacientes que mostraram na biópsia incisional o diagnóstico de carcinoma de células escamosas foram excluídos do estudo. Dos 22 pacientes com leucoplasia na borda lateral de língua, 59.1% apresentavam lesão maligna, incluindo carcinoma de células escamosas e carcinoma verrucoso. A biópsia incisional resultou subdiagnóstico em 73.3% dos casos. O subdiagnóstico foi atribuído aos seguintes motivos: - erros na seleção do local correto para a biópsia, nos casos de lesões extensas;  -erros na preparação do espécime devido ao pequeno tamanho da amostra;  - uso do “punch”.

Os autores mostram na discussão uma tabela com revisão da literatura, contendo os índices de transformação maligna das leucoplasias em diferentes sítios da boca. Os dados sugerem que a borda lateral da língua apresenta risco aumento de transformação maligna.

Como o estudo vem de uma série de casos, é difícil estabelecermos com precisão a validade do índice de transformação maligna encontrado ou a frequência de subdignóstico em função do uso de biópsia incisional. De qualquer modo, o estudo demonstra a dificuldade e o risco de analisarmos biópsias incisionais de leucoplasias para excluirmos a hipótese de carcinoma. Embora a biópsia excisional nem sempre seja exequível, os dados reforçam a necessidade e a importância desse procedimento no manejo dos pacientes com leucoplasias bucais. Por fim, clínicos e patologistas devem estar atentos às razões relacionadas ao subdiagnóstico de carcinoma em biópsias incisionais de leucoplasias.

—————

Voltar


Prof. Ricardo Santiago Gomez
- Professor Titular da Disciplina de Patologia Bucal da Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Minas Gerais.
- Coordenador do Laboratório de Patologia Molecular da Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Minas Gerais.

Orientador no Programa de Pós-Graduação em Medicina Molecular da UFMG

Orientador no  Programa de Pós-Graduação em Odontologia da UFMG

Link para o Currículo Lattes:

https://lattes.cnpq.br/5760422122697584

Trabalhos indexados no PUBMED