Ceratocisto Odontogênico

,

Revestimento epitelial delgado, contendo poucas camadas celulas e com aparência sinuosa ou ondulada.

Epitélio com superfície paraqueratinizada corrugada e camada basal hipercromática e em paliçada.

Áreas de ruptura entre o epitélio e a cápsula.

 

O ceratocisto odontogênico é uma lesão cística odontogênica com grande potencial de recorrência. Os aspectos histológicos da lesão são bem característicos e incluem cavidade cística revestida por epitélio estratificado, pavimentoso, paraqueratinizado. Além disso, contém poucas camadas celulares, espessura uniforme e delgada; bem como superfície corrugada (ver figura acima). A camada basal apresenta morfologia basaloide, disposição em paliçada, núcleos polarizados e hipercromáticos. A ausência de cristas epiteliais faz com que o revestimento tenha interface plana com a cápsula, apresentando rupturas com a mesma (ver figura acima). Em um procedimento cirúrgico, o profissional deve utilizar uma técnica que leve em conta esta ocorrência, uma vez que fragmentos de epitélio deixados na cavidade poderão originar novas recidivas.  A presença de cistos satélites é observada principalmente quando o paciente é portador da síndrome dos carcinomas nevoides de células basais. Ao analisar o aspecto microscópico do ceratocisto odontogênico em menor aumento, nota-se que o seu envoltório apresenta sinuosidades ou ondulações, o que permite supor que o seu crescimento não ocorre por pressão hidrostática interna. De fato, estudos moleculares demonstraram alterações genéticas e epigenéticas nesta lesão, incluindo, especialmente, mutação no gene PTCH. Geralmente, a presença de ortoqueratina, camada basal pouco proeminente, de aparência escamosa, sugere o diagnóstico de outra lesão odontogênica denominada de cisto odontogênico ortoqueratinizado.

Assista ao vídeo sobre o ceratocisto odontogênico

 

Leitura complementar:

 

1- Gomes CC, Diniz MG, Gomez RS. Review of the molecular pathogenesis of the odontogenic keratocyst. Oral Oncology 2009;45:1011-1014.

2- Regezi JA, Sciubba JJ. Oral Pathology. Saunders: Philadelphia, 1999.