Ameloblastoma

Variante histológica folicular de ameloblastoma

 

O ameloblastoma sólido pode apresentar diferentes tipos histológicos. No tipo folicular nota-se a presença de ilhas ou lençóis de células epiteliais que exibem morfologia semelhante à pré-ameloblastos quando localizados na periferia. Essas células apresentam as seguintes características: morfologia basaloide, polarização para o centro do lençol e vacuolização basal. No centro das ilhotas, se observam células frouxamente dispostas, semelhantes ao retículo estrelado do órgão do esmalte e, ainda, podem ser identificadas áreas de metaplasia escamosa e degeneração cística. Quando estas estruturas epiteliais se dispõem em cordões anastomosados, o termo utilizado para denominá-las é ameloblastoma plexiforme. A presença de áreas escamosas abundantes define o tipo acantomatoso, enquanto as lesões semelhantes ao carcinoma de células basais de pele são denominadas de ameloblastoma de células basais. O subtipo de células granulares é utilizado para as lesões contendo células centrais com granulação citoplasmática abundante.

Vale ressaltar que a classificação histológica, ao contrário da clínica, não reflete em comportamento biológico distinto das lesões e não tem importância no tratamento das mesmas. Na variante clínica unicística de ameloblastoma é importante o patologista observar a presença e extensão de invasão da cápsula (invasão mural).

 

Ver informações clínicas e radiográficas