Fibroma Ossificante Periférico

O fibroma ossificante periférico é uma lesão proliferativa não neoplásica que afeta a mucosa gengival de pacientes adultos jovens do gênero feminino. Apresenta-se com coloração, geralmente, clara ou rósea, embora, eventualmente, possam surgir áreas avermelhadas resultantes de processo inflamatório secundário, acarretado por trauma na região. Clinicamente, observa-se uma massa tumoral ou nodular séssil na região da mucosa gengival. Acredita-se que, provavelmente, esse processo seja oriundo da proliferação de fibroblastos do ligamento periodontal com alto potencial para formar cemento, osso e/ou fibras. Na maioria das vezes, os fibroblastos são estimulados por fatores irritantes locais, embora não sejam facilmente notados como no granuloma piogênico. O tratamento do fibroma ossificante periférico envolve a excisão cirúrgica e a remoção do fator irritante local.

fibroma ossificante periférico

Figura A: Lesão tumoral na mucosa gengival e alveolar. Embora não característica, áreas eritematosas podem ser encontradas na superfície da lesão.
 

Microscopia

 

 

 

Figuras B e C: O fibroma ossificante periférico caracteriza-se pela presença de feixes desordenados de tecido conjuntivo fibroso celularizado, com formação de depósitos ovoides, irregulares ou trabeculares de material osteoide ou cementoide. Na figura acima, nota-se deposição de material osteoide (seta).